Home Tecnologia

Tecnologia

    Linux, o sistema operacional que mais cresce no mundo

    Linux é o sistema operacional que mais cresce no mundo, de acordo com diversos estudos publicados na última década. O crescimento exponencial e a popularidade do Linux é resultado da imensidão de vantagens que este sistema operacional proporciona aos seus usuários.

    Neste artigo você conhecerá as principais vantagens da utilização do Linux. Veja tudo que este sistema operacional proporciona aos seus adeptos. Boa leitura!

    Linux

    Uma breve história do Linux

    No ano de 1991, Linus Torvalds era aluno na Universidade de Helsinque (Finlândia) e, assim como seus colegas, o jovem tinha acesso a computadores com o melhor sistema operacional da época (Unix) somente na faculdade. Isso porque os equipamentos eram extremamente caros e os estudantes não possuíam condições de adquirir estas máquinas para uso doméstico.

    De modo geral, os computadores utilizados pelos estudantes trabalhavam com o Minix, por serem máquinas mais acessíveis. O problema deste cenário ocorria pelo sistema atual ser limitado e seu criador não aceitar implementar novas funções, o que era um verdadeiro dilema para os estudantes, que eram cada vez mais cobrados em suas trajetórias acadêmicas e profissionais.

    Foi nesse contexto que Linus decidiu criar um novo sistema operacional, o Linux. Seu registro ocorreu com licença que o permitiu contar com código fonte aberto, ou seja, qualquer pessoa poderia alterar o sistema e fazer modificações e edições diferenciadas. O que tornou-se um dos maiores diferenciais deste sistema operacional e foi responsável por boa parte dos fãs que o Linux conquistou nesses 27 anos.

    Windows versus Linux versus MacOS

    O Windows é o sistema operacional mais utilizado no Brasil, de acordo com levantamento realizado em 2014 pela Associação das Empresas Brasileiras de TI. Entretanto, o crescimento do Linux é gritante e alguns profissionais acreditam que este sistema alcançará parcelas cada vez maiores da população, devido aos seus diversos benefícios.

    O Windows é tão bem quisto pelos brasileiros devido à sua interface familiar e intuitiva, além da compatibilidade com a maioria dos programas e jogos disponíveis no mercado.

    O Linux, por outro lado, vem sendo cada vez mais procurado por sua incrível rapidez, estabilidade e segurança. Estes são alguns itens que fazem do Linux o sistema operacional preferido dos profissionais que atuam em setores de tecnologia e desenvolvimento. Além disso, a gratuidade do Linux faz dele mais acessível e democrático para todos os nichos populares, outra característica que o faz ser uma opção diferenciada no mercado.

    O MacOS

    LinuxO MacOS é o sistema operacional vendido pela empresa Apple Inc. e exclusivo dos computadores Mac. Baseado no antigo Unix, o que poucos sabem é que o MacOS é um Linux.

    Assim como Ubuntu, Mint e Kali, o MacOS é uma das distribuições do Linux. Por este motivo, o MacOS possui desempenho tão alto, quando comparado aos equipamentos Windows. Isso ocorre porque todos os Linux são programados para aproveitar da melhor forma possível o hardware do computador. Isso significa que um computador com MacOS ou outras distribuições do Linux precisarão de uma configuração mais simples para demonstrar um desempenho superior aos normalmente verificados com o Windows.

    A principal diferença entre o MacOS e o restante das distribuições do Linux é que o sistema exclusivo do Mac foi corrompido pela lógica do capital. Em outras palavras, ele possui hoje algumas características que estão à serviço da sua venda comercial, uma vez que seu objetivo é o lucro, tal como o Windows.

    Isso faz o MacOS possuir uma interface mais amigável e uma quantidade maior de programas e jogos disponíveis, quando comparado à interface e volume de softwares disponíveis para as outras distribuições do Linux.

    Veja as incríveis vantagens que fazem do Linux a melhor alternativa para seu cotidiano e seu computador!

    Estabilidade e Uso institucional

    Uma das vantagens mais importantes do Linux é a sua estabilidade. Elogiado por uma enorme quantidade de profissionais e estudiosos do assunto, o Linux é o sistema operacional que gera problemas com menor frequência.

    Por este motivo, o Linux vem sendo cada vez mais utilizado por empresas. Com a estabilidade desse sistema operacional, os riscos da organização perder dados importantes devido a um erro da tecnologia é mínimo.

    Além disso, as atualizações do Linux não costumam necessitar que os computadores sejam reiniciados. Quase 100% das mudanças nas configurações podem ocorrer com a máquina ligada. Uma vez que a máquina pode ser utilizada durante as atualizações, o uso do Linux garante que a produção não seja afetada pelo sistema.

    Compatibilidade e Liberdade

    O Linux é o sistema operacional mais rápido, flexível e leve de que dispomos na atualidade. Compatível com qualquer máquina e com todas as configurações, existem distribuições Linux mais robustas e mais leves, para garantir que todos os computadores poderão ser otimizados com alguma versão desse sistema.

    As empresas que optarem por usar o Linux poderão modificar as configurações do sistema operacional a fim de dispor apenas dos serviços necessários à organização. Essa seleção dos serviços disponíveis tem a grande vantagem de liberar espaço na máquina, uma vez que o sistema pode ser basicamente “construído sob medida”, de acordo com a demanda do seu usuário.

    A liberdade dada aos usuários do Linux é uma das vantagens que o diferencia do Windows, onde o público não tem grandes alternativas para configurar o sistema e deixá-lo com a sua cara, levando em consideração suas necessidades e demandas cotidianas.

    Baixo custo e Livre distribuição

    O Linux e boa parte dos programas que o acompanham são softwares livres.

    LinuxOs softwares livres são aqueles programas que podem ser:

    • Executados
    • Copiados
    • Modificados
    • Redistribuídos

    De forma gratuita pelos seus usuários e adeptos. Em outras palavras, aqueles que utilizam o Linux e softwares livres têm acesso irrestrito ao seu código-fonte, podendo fazer alterações conforme suas necessidades e redistribuir estas modificações sem preocupações com troca de capital, seja por compra, locação ou multas.

    Toda a construção do Linux é atravessada pela lógica comunitária e pela democratização da tecnologia, onde todos devem ter acesso à informação e à sua utilização sem ser necessário comprar o sistema e sem se preocupar com possíveis multas por uso pirata de um software privado, como normalmente ocorre com aqueles que crackeiam sistemas ou programas comercializados.

    Segurança e Autonomia do usuário

    O Linux possui uma enorme gama de vantagens, independente de seu uso ser doméstico ou institucional. Entretanto, a segurança provida por este sistema faz dele a melhor opção para servidores ou para computadores.

    A frase “não existe vírus para Linux” é popularmente conhecida. Infelizmente, não podemos afirmar que esta frase esteja correta. Isso porque há vírus que podem prejudicar computadores com o Linux, sim. Entretanto, a segurança deste sistema garante que casos de vírus em Linux sejam raríssimos, a ponto da impressão de que isso não ocorre.

    Diferente do Windows, qualquer instalação ou alteração em um sistema Linux precisa ser expressamente aprovada pelo seu usuário através de autorização com login e senha.

    Isso quer dizer que você precisará digitar sua senha e seu nome de usuário para autorizar que aquele programa malicioso faça alterações na sua máquina. Sendo assim, a probabilidade de um vírus danificar um sistema Linux é imensamente menor, quando comparado ao Windows.

    Top 7 distribuições Linux mais conhecidas

    O Linux é o sistema operacional com maior quantidade de distribuições e versões disponíveis no mercado. Veja aqui a lista das distribuições Linux mais famosas e mais amplamente utilizadas dentro e fora do Brasil na atualidade:

    Linux

    • Android: Mais utilizado que o próprio Windows, o sistema operacional para dispositivos móveis mais conhecido do mundo é uma das mais importantes distribuições Linux
    • MacOS: O sistema operacional mais utilizado pela elite brasileira, o MacOS é a distribuição mais amigável e desejada do Linux
    • Ubuntu: Distribuição mais usada e com maior influência por ter a interface mais amigável e mais facilidades de instalação. É a distribuição Linux mais famosa
    • Mint: Uma das distribuições Linux preferidas dos usuários iniciantes, está entre as mais fáceis de utilizar
    • OpenSuse: Frequentemente utilizado em servidores, principalmente em empresas de grande porte
    • Red Hat Enterprise Linux: Distribuição comercial especialmente voltada para empresas, com funções específicas para garantir a melhor produção do negócio
    • Kali Linux: Distribuição mais utilizada no campo de testes de penetração e análise de segurança de sistemas e redes de computadores

    “Por que o Linux não é o sistema operacional mais utilizado na atualidade?” ou “O Linux e o Sistema do Capital”

    Diversos profissionais e estudiosos da área da tecnologia concordam que o Linux é o melhor sistema operacional disponível na atualidade. A melhor distribuição depende da demanda de cada usuário, mas é unânime sua alta qualidade e suas vantagens.

    Então, por que o Linux ainda não é o sistema operacional mais utilizado entre a população?

    Basicamente, porque existe uma enorme quantidade de programas, softwares e jogos que não são compatíveis com as distribuições Linux. Isso faz a população não utilizar o Linux por não conseguir fazer uso de algumas instalações necessárias para o dia a dia sem precisar realizar inúmeros procedimentos técnicos para compatibilidade.

    E por que os fabricantes destes softwares não desenvolvem seus produtos de modo a assegurar sua compatibilidade com o Linux, considerando seu enorme crescimento e quantidade de pessoas e empresas que estão migrando do Windows para o Linux?

    Naturalmente, devido a uma estratégia que engloba a manutenção do sistema capitalista. Uma vez que a maior parte das distribuições Linux são gratuitas e prevêem ideologicamente a democratização do acesso e a popularização da tecnologia, produzir itens compatíveis com este sistema é corroborar com uma estrutura funcional que prioriza o acesso, e não o lucro.

    Considerando que disponibilizar programas ou quaisquer itens para um sistema de software livre é concordar com sua redistribuição gratuita, as empresas desenvolvedoras de tecnologia mostram-se ainda muito resistentes a associar seu nome com qualquer distribuição Linux, à exceção do MacOS, que foi capturado pelo sistema do capital e tornou-se produto desejado pela elite brasileira e por grande parte da população mundial.

    O que achou do conteúdo? Que tal trocar esse Windows capenga pelo que temos de melhor no mercado da tecnologia? Deixe um comentário e nos conte sua opinião.

    17/05/2018 0 comentário
    0 Facebook Twitter Google + Pinterest