Home Empregos Técnicas para aprovação em Universidades Federais

Técnicas para aprovação em Universidades Federais

por Redação EstraBlog

Seja por falta de dinheiro ou de tempo, muitos estudantes estão abrindo mão dos cursinhos pré-vestibulares durante a preparação do exame.

Mas isso não significa que estejam se preparando menos que os outros. Com bastante disciplina e métodos de estudo alternativos, tais como aulas de vídeo, sites vestibulares e materiais paradidáticos, estes alunos têm garantido bons resultados.

Como passar nas Universidades Federais

O empréstimo vestibular é um passo importante na vida de qualquer adolescente. Há muitas decisões, desde a seleção de cursos até a seleção de universidades.

Técnicas para ser aprovado em Universidades Federais

 

Muito se diz que quem faz o curso é o aluno e, portanto, não importa se a escola é pública ou privada. Mas, certamente, existem alguns benefícios que só os que estudam nas universidades federais têm.

Benefícios de estudar em uma Universidade Federal

-Concorrência

A princípio pode-se pensar que a concorrência é um vilão, mas na realidade pode ser um aliado. A forte concorrência para aprovar um exame federal de ingresso à universidade mostra que apenas os melhores são aprovados.

Tenho certeza de que haverá colegas que sejam mais inteligentes do que você, o que é ideal, já que o intercâmbio de conhecimentos e informações ajuda muito no processo de aprendizagem.

-Dinheiro

Hoje em dia, as quotas mensais de escolas privadas são cada vez mais altas. Portanto, para não ter que pagar para estudar, já é uma grande economia.

-Professores qualificados

O professor das faculdades federais, fazem um concurso e só depois de passar podem servir as classes. Deste modo, reforça-se a qualidade de ensino e o aluno aprende mais.

-Mercado de trabalho

Ter uma universidade pública em seu curriculum pode abrir muitas portas para você.

As empresas valorizam muito a que estudaram na universidade federal porque conhecem a qualidade de ensino da instituição e ao estudante que pode formar-se nela.

-Tempo integral

A maioria das universidades públicas costumam ter cursos em tempo integral. Em outras palavras, o aluno passa mais tempo estudando e pode dedicar mais tempo ao curso.

-Independência

Na universidade federal do aluno se torna mais independente. Os professores não costumam estar acima para ver se você está aprendendo ou não.

O interesse em estudar deve começar com o aluno.

Como passar no Vestibular Estudando Sozinho?

Uma tarefa quase impossível. Assim, muitos alunos descrevem o desafio de seu sonho de passar no vestibular em uma universidade pública.

A situação parece ainda mais desesperada para aqueles que não têm nenhuma ajuda adicional, como salas de aula ou professores particulares, durante esta preparação.

Segundo dados da Fuvest, em 2009, 29,4% dos candidatos declararam não ter realizado nenhum curso preparatório, enquanto que na edição de 2013, o número de candidatos aprovados aumentou a 37,5%.

A tendência aponta para um estudante que, seja por escolha ou por falta de recursos, acaba definindo o seu próprio currículo e enfrentando a pressão do ano de admissão à universidade somente.

Faça uma mesa dividindo a semana de segunda-feira a domingo e coloque os horários de aula, de estudo e de descanso.

O ideal é que o aluno se dedique a duas disciplinas por dia, misturando uma de tipo exato ou biológico com uma das ciências humanas.

O tempo de estudo diário não deve exceder as seis horas, para evitar o desgaste e a falta de concentração.

Você pode pesquisar qualquer tema na Internet e ganhar milhares de respostas em uma fração de segundo.

Vários alunos de ensino médio disseram que usaram as redes sociais na sua preparação para buscar conhecimentos gerais, seguindo os perfis informativos para atualizá-los.

Quando você utiliza a Internet para estudar, você deve ter o cuidado de escolher sites e perfis de confiança.

Veja Algumas Dicas para passar no Vestibular Estudando sozinho

-Realizar as provas dos exames prévios de acesso à universidade para ganhar a confiança e a familiarização com o tipo de perguntas que costumam fazer os banqueiros;

-Procure estudar duas matérias por dia, distribuídos em um período de cerca de seis horas. Combinar um tema de humanidades, com um exato ou biológico também pode ajudar;

-Um vestígio sobrecarregado tem mais dificuldade em absorver o conhecimento para lidar com a ansiedade. Não cancele a sua vida social!

-Foco na escritura: o treinamento semanal é importante para ajudar a formular o texto no dia do exame. Tente escrever o texto sobre o número de linhas permitidas pelo exame escolhido;

-Não fiques em livros. Procure fontes alternativas, como as redes sociais, para estudar e se manter atualizado. Faça da Internet o seu aliado;

Artigos Relacionados

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!